quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Apple passa de pioneira a competidora com novo iPhone

Rompendo com seu passado, empresa lançou dois novos smartphones em uma nova estratégia que segua mais exemplos da concorrência



A Apple Inc., a companhia pioneira da era da computação baseada no touch com a estreia do iPhone em 2007, está seguindo mais exemplos da concorrência.


Rompendo com seu passado, quando a companhia apresentava um iPhone por ano, ontem a Apple lançou dois novos modelos. O iPhone 5C custará entre US$ 99 e US$ 199, virá com um contrato de telefonia celular e cinco cores diferentes. Já o iPhone 5S, que vem com sistema de segurança com impressões digitais, um processador mais rápido, uma melhor câmera e três cores disponíveis, custará entre US$ 199 e US$ 399.

Os dispositivos enfatizam a nova normalidade na indústria de smartphones, de US$ 280 bilhões, à medida que a novidade dos celulares conectados à Internet se esgota e os dispositivos compartilham muitas das mesmas funções básicas. Frente à crescente concorrência de rivais, como a Samsung Electronics Co., que oferecem celulares em diferentes preços e estilos, o presidente da Apple, Tim Cook, está seguindo seu exemplo e expandindo a linha da companhia.

“Passamos pela primeira etapa da indústria”, disse Benedict Evans, analista da indústria de celulares na Enders Analysis. “A visão original já foi desenvolvida. Agora estamos em um mercado onde a Apple está lutando em condições mais iguais”.

iPhone reembalado

A mudança de estratégia da Apple inclui o que basicamente é uma reembalagem do iPhone 5, lançado no ano passado, com um revestimento novo de policarbonato em azul, pink, verde, amarelo e branco para tornar-se o iPhone 5C. A companhia não estabeleceu um preço para o 5C tão barato quanto os modelos da concorrência. Segundo o site americano da Apple, o telefone sem um contrato de dois anos custará US$ 549 ou mais, mostrando que a companhia não está disposta a trocar suas margens de lucros líderes na indústria por uma maior participação no mercado.
A mudança na estratégia do iPhone é uma reviravolta para a Apple, que há tempos tem sido a precursora no mercado de smartphones. Quando seu cofundador, Steve Jobs, apresentou o iPhone em janeiro de 2007, ele erigiu um mercado dominado pelos telefones da Nokia Oyj e os modelos com teclado da BlackBerry Ltd.


Cada lançamento de um iPhone é crítico para a Apple porque o smartphone representa aproximadamente metade da sua receita. O evento de ontem foi o primeiro lançamento importante de um produto desde a apresentação do iPad no ano passado. Sem novos dispositivos, o crescimento da Apple estagnou, e os lucros caíram no último trimestre.



A Apple está respondendo com os novos iPhones, cuja estreia teve lugar frente a uma multidão que incluía o membro do conselho da Apple e ex-vice presidente dos EUA, Al Gore; a presidenta da Yahoo! Inc., Marissa Mayer, e o cofundador da Twitter Inc., Jack Dorsey. No final do evento, teve um show do músico Elvis Costello.

O novo iPhones estará nas lojas no dia 20 de setembro. O iPhone 5S virá em branco, preto e dourado e tem um chip de 64 bit, o que levou a companhia a dizer que ele será duas vezes mais rápido que o iPhone5.

Os preços altos sem contrato indicam que a Apple ainda aposta em que os consumidores pagarão mais pelo iPhone, disse Sarah Rotman Epps, analista na Forrester Research. “Eles não tentarão concorrer com o setor inferior do mercado”, explicou Rotman, acrescentando que a Apple manterá sua estratégia de apelar às “massas prósperas”.

A Apple também redesenhou seu software para celulares com a apresentação do iOS 7, que estará disponível gratuitamente desde 18 de setembro. A renovação inclui novos sons, funções de compartilhamento de fotos e um rádio com iTunes.

A companhia afirmou no evento que 700 milhões de dispositivos com iOs serão vendidos para o próximo mês, acrescentando que o assistente digital Siri “melhorou muito” e que agora obtém informação do Twitter e do Wikipédia, entre outras coisas.

Antecipa-se que a Apple apresente mais produtos neste ano antes da temporada de compras do final do ano. A companhia planeja apresentar novos iPads para este ano, conforme fontes do setor.

Fonte: EXAME
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...