segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Quanto investir por mês para ter R$ 1 milhão em 15 anos?

Internauta considera um rendimento médio de 12% ao ano em um fundo de ações, e pergunta em quanto tempo atinge o primeiro milhão

                                                                                                                                Dado Galdieri/Bloomberg

Dinheiro: para se calcular quanto poupar para chegar ao primeiro milhão deve-se considerar a inflação
Dúvida do internauta: Quanto devo investir por mês para alcançar um milhão de reais em 15 anos? Estou supondo uma rentabilidade média de 12% ao ano em um fundo de ações.

Resposta de José Raymundo de Faria Jr.*:

Caro internauta, vamos analisar a questão ponto a ponto.

Em primeiro lugar, vou explicar o que levei em consideração para fazer as contas:

1. Um milhão de reais hoje valerá o mesmo que um milhão de reais daqui a 15 anos? Certamente não! Precisamos corrigir este valor pela inflação (IPCA). Supondo que a inflação fique na meta do Banco Central (4,5% ao ano), este valor precisa ser de1.935.000 de reais daqui a 15 anos.

2. Quando efetuarmos o resgate, iremos pagar Imposto de Renda de 15% sobre o rendimento. Logo, para compensar a inflação e o IR e termos um milhão de reais daqui a 15 anos valendo o equivalente a um milhão de reais hoje, o valor acumulado precisa ser de 2.181.000 reais.

3. Os fundos de ações cobram taxa de administração em torno de 2% ao ano. Estou supondo que o rendimento que você prevê de 12% ao ano já considera esta taxa.

Vou agora falar dos três principais riscos no momento:

1. Muitas empresas que pagam dividendos mais altos são concessionárias de serviços públicos, e notamos que nos últimos anos o governo tem interferido mais nas concessões, como na drástica redução das tarifas de energia elétrica em 2012 e na redução da taxa de retorno para novos investimentos em rodovias. Além disto, eventos inesperados podem acontecer, como a recente onda de protestos que provocou o congelamento de tarifas de pedágio e saneamento. Enfim, é preciso estar atento a fatos que possam prejudicar a rentabilidade destas empresas.

2. Rendimento do passado não garante rendimento no futuro! O Índice de Dividendos da Bovespa teve ganho médio de 16,4% ao ano desde 2006, caindo para apenas 9,1% ao ano desde 2010. Por outro lado, os fundos de dividendos renderam mais, 22% ao ano desde 2010. É importante alertar que esperar retorno médio de 12% ao ano para os próximos 15 anos pode ser possível, mas não há qualquer garantia que isto vá ocorrer.

3. Devemos ter em mente que novas crises financeiras deverão surgir neste período, e o imponderável pode acontecer.

Finalmente, o resultado, levando em consideração:

a) Retorno sugerido de 12% ao ano, líquido da taxa de administração.
b) Inflação de 4,5% ao ano.
c) Imposto de renda no resgate de 15%.

Logo, você precisará investir valor fixo mensal de 4.252 reais.

*José Raymundo de Faria Jr. é CFP® (Certified Financial Planner), planejador financeiro certificado pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF).

Fonte: Exame
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...